Notícias – Braschemical
>

Fique por dentro

Últimas notícias

18.01.2022
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2022/01/shutterstock_1427124932-1568x784.jpg
Magnesol® e a economia de água na produção de biodiesel e produtos oleaginosos

A irregularidade das chuvas tem causado períodos maiores de secas, afetando a situação hídrica e provocando crise nos reservatórios do Brasil e nos mananciais de abastecimento. A falta de infraestrutura também contribui para a agravar essa situação que afeta de alguma forma grande parte das bacias hidrográficas, onde já é grande o desequilíbrio entre a oferta e demanda de água.
O setor da agricultura é responsável por aproximadamente 70% da água consumida no mundo, e o setor industrial vem em segundo lugar. Dados da Confederação Nacional da Indústria mostram que são consumidos 2,3 milhões de litros de água por segundo, sendo a produção alimentos, bebidas, papel, celulose, metalurgia, produtos químicos e biocombustíveis os maiores responsáveis por esse consumo.
A água é um insumo básico para a grande maioria das indústrias e sua dependência nos processos produtivos mostra que as organizações precisam se preparar e enfrentar o desafio da segurança hídrica.
Na produção de biodiesel, por exemplo, a etapa de lavagem por via úmida, mais simples e tradicional, consome água em grandes volumes, além de gerar um volume semelhante de efluentes.

Fig 1 Producao biodiesel tratamento de agua

Essa lavagem é necessária para adequar o produto às especificações e torná-lo comercial, seguindo uma padronização e possibilitando sua certificação. E o mais importante: sem causar danos aos motores. Esses padrões podem ser o de índice de acidez, enxofre, iodo, teores de metanol, água etc. e os principais contaminantes que precisam ser removidos são ácidos graxos livres, resíduos de catalizador, glicerina e outros resíduos da reação incompleta de transesterificação.
Mas existe uma opção à lavagem por via úmida que não consome todo esse volume de água: A via seca. Neste processo, pequenas quantidades de agentes adsorventes industriais são adicionadas ao biodiesel em bateladas ou processo contínuo.

Fig 2 Prod Biodiesel purif e adsorcao

Estes agentes adsorventes substituem a água no processo de lavagem, fazendo o papel de remover as impurezas. Eles apresentam superfícies ativadas e uma estrutura porosa interna com potencial de absorção seletiva de compostos polares e de materiais hidrofílicos, como por exemplo o glicerol, monoacilglicerídeos e diacilglicerideos. Eles também podem substituir outros métodos de remoção de clorofila, metais e cor do biodiesel.
A linha de produtos Magnesol® produzido pela The Dallas Group, distribuído no Brasil pela Braschemical, é amplamente utilizada internacionalmente para essa aplicação. O Magnesol® também tem uma alta afinidade com metanol e água, por isso removerá os últimos traços dos ésteres de metanol.
O Magnesol® que pode ser usado tanto em batelada quanto em processo contínuo, remove o metanol residual, proporcionando economia de custos. Também remove o enxofre, o que é especialmente importante para atender regulamentos ambientais que limitam este elemento.

Por que usar um produto adsorvente para oleoquímicos?

Os oleoquímicos são suscetíveis a contaminantes de subprodutos de reação e de ocorrência natural. Os fabricantes enfrentam o desafio de equilibrar as demandas de qualidade dos clientes, a eficiência do processo e a estabilidade do produto acabado. Estes processos produtivos também podem tirar proveito da tecnologia dos adsorventes Magnesol®. Eles são ideais para uso como adsorventes de compostos polares, como KOH, NaOH ou outros catalisadores de polióis e surfactantes brutos. É possível remover de forma econômica e rápida 99% dos contaminantes e reduzir o descarte.
A purificação com MAGNESOL® também é amplamente reconhecida como o modo mais efetivo de produzir polióis de alta qualidade. Com elevada capacidade adsortiva e excelentes características de filtração, os silicatos de magnésio MAGNESOL® são econômicos e fáceis de usar.

Fig 3 Processo tipico poliol

A superfície altamente ativa do MAGNESOL® atrai, por quimissorção, íons de sódio, potássio e outros íons metálicos, bem como outros compostos polares, e os retêm para remoção do processo por filtração. O resultado é um poliol espumante de elevada pureza, livre de odor e cristalino. Nenhum outro método ou substância adsorvente obtém níveis residuais mais baixos de sódio e potássio do que o Magnesol®
O D‐Sol® D60 pode ser usado em qualquer temperatura, desde que a viscosidade não limite a filtrabilidade. É usado na purificação de biodiesel para remover sabões, glicerina, pró‐oxidantes (traços de metais), glicosídeos de esterol e outros compostos polares.
O D-Sol® R60 é indicado na purificação de óleo vegetal industrial e comestível, para remover sabões, corpos coloridos (carotenoides, luteína e clorofilas), pró-oxidantes (traços de metais e peróxidos), subprodutos da hidrólise (ácidos graxos livres, sabões), ésteres de 3-MCPD e outros compostos polares.
O Magnesol® 300R e 600R são comumente usados na redução dos números de ácido (FFA) na indústria química, como ésteres, plastificantes, bem como outros produtores de compostos não polares. Os produtos D‐SOL® são altamente seletivos para a remoção de metais solúveis.
Sistemas de fritura industrial e lojas de fast food também usam Magnesol para manter a qualidade e prolongar a vida útil do óleo de fritura. Controlando a qualidade do óleo é possível manter os alimentos fritos mais saudáveis, removendo compostos indesejáveis. Isso significa proteger sua comida contra odores e sabores estranhos, cores estranhas, ácidos graxos livres e formação de compostos polares.
O óleo de fritura deteriorado pelo calor interfere na qualidade do produto, mas jogar fora o óleo velho significa jogar fora dinheiro. Não apenas nos custos do óleo, mas parar a linha para mudar para um novo óleo significa perda de tempo de produção e afastamento da mão de obra de tarefas mais importantes.
O problema é que o meio filtrante só pode remover fragmentos e detritos. Para melhor manter a alta qualidade do óleo de fritura é necessário remover não apenas os resíduos, mas também os produtos de degradação que causam sabores, odores e cores estranhos.
Os clientes relataram redução de 91% nos ácidos graxos livres, redução de 47% nos compostos polares, melhoria de 70% na cor e redução dos custos de gerenciamento de óleo em até 77%.
A Braschemical, com apoio da The Dallas oferece um programa totalmente integrado que inclui suporte no projeto e procedimentos de tratamento otimizados, fornecimento do produto e treinamento da equipe para implementação melhores práticas personalizadas para sua operação.

Autor: Amadeu Paiva
Cargo: Coordenador de Desenvolvimento Técnico

Magnesol® e a economia de água na produção de biodiesel e produtos oleaginosos

A irregularidade das chuvas tem causado períodos maiores de secas, afetando a situação hídrica e provocando crise nos reservatórios do Brasil e nos mananciais de abastecimento. A falta de infraestrutura também contribui para a agravar essa situação que afeta de alguma forma grande parte das bacias hidrográficas, onde já é grande o desequilíbrio entre a […]

03.02.2021
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2021/02/Pauta-Aditivos-verdes-2-1568x969.png
Aditivos Verdes – Revista Tintas e Vernizes

Pauta Aditivos Verdes – Revista Tintas e Vernizes

Porta-voz: Amadeu Paiva

 

Na visão de Amadeu Paiva, coordenador de desenvolvimento da Braschemical, para um aditivo ser “verde” não basta que seja menos perigoso para a saúde humana e ao meio ambiente na sua forma comercial. Para ele, é preciso entender todo o ciclo de vida desde a origem, os métodos de produção, o manuseio e transporte, o prolongamento da vida útil para redução de resíduos, até a reutilização ou reciclagem.

“Na medida em que o mercado vai se sofisticando, cresce o interesse por tintas inteligentes, funcionais. As Smart Coatings vão ganhar espaço”, comenta Paiva ao mencionar que já existem muitas soluções em aditivos que podem ajudar a reduzir a energia necessária para alimentar sistemas de ar condicionado, por exemplo, diminuindo as emissões de gases de efeito estufa. Na questão do processo produtivo, cita os pigmentos brancos de opacidade que, segundo ele, tem uma pegada de carbono muito menor que a do dióxido de titânio durante sua produção, assim como aditivos de proteção ultravioleta (UV) que prolonga a vida útil das tintas, reduzindo a geração de resíduos.

A Braschemical destaca os aditivos de PTFE (Politetrafluoretileno), da representada Shamrock, com baixo teor de PFOA (Ácido Perfluorooctanóico); além dos retardantes de chama não halogenados da JLS e dos biopolímeros reológicos Ziboxan, da Deosen.

Amadeu Paiva, coordenador de desenvolvimento, explica que os retardantes de chamas não halogenados da JLS são aditivos usados na formulação de tintas e revestimentos intumescentes, ou seja, que se submetidas ao calor se deterioram formando uma barreira de baixa emissão de fumaça. “Essa camada protegerá a estrutura por um determinado período de tempo, e este comportamento é vital no caso de um incêndio. O uso desse produto químico sensacional e de última geração pode salvar muitas vidas. A JLS possui laboratórios completos para desenvolvimento e avaliação de ensaios de flamabilidade que podem apoiar os clientes no desenvolvimento e avaliação de tintas intumescentes, como, inclusive já foi realizado para alguns de nossos clientes com perfil de inovação e soluções sustentáveis”, menciona Paiva.

No caso dos aditivos de PTFE, eles são amplamente utilizados na indústria de tintas para conferir resistência a risco, antiblocking e deslizamento, porém o processo de produção pode gerar uma parcela residual de ácido perfluorooctanóico (PFOA). O coordenador pontua que a Shamrock desenvolveu uma linha especial de aditivos de PTFE com níveis PFOA quase indetectáveis, abaixo de 25ppb (partes por bilhão), e estes baixos níveos estão em conformidade com o recomendado pelos organismos reguladores Europeus.

Em relação a linha Ziboxan, da representada Deosen, são biopolímeros para controle de viscosidade e estabilidade de sistemas aquosos. Devido sua natureza atóxica, são amplamente utilizados em tintas escolares e artísticas. Segundo Paiva, apresentam rápida recuperação da viscosidade após cisalhamento, ótimas propriedades antisedimentação e alta eficácia com baixas dosagens.

“Além da satisfação pessoal por saber que estamos contribuindo com um mundo mais saudável, na medida em que o mercado se torna mais consciente, possuir no portfólio produtos “verdes” se torna um diferencial qualitativo do ponto de vista do consumidor, agrega valor à marca e contribui na diferenciação entre os concorrentes”, observa Paiva ao ressaltar que na Braschemical desenvolver matérias-primas “verdes” é o foco principal.

Aditivos Verdes – Revista Tintas e Vernizes

Pauta Aditivos Verdes – Revista Tintas e Vernizes Porta-voz: Amadeu Paiva   Na visão de Amadeu Paiva, coordenador de desenvolvimento da Braschemical, para um aditivo ser “verde” não basta que seja menos perigoso para a saúde humana e ao meio ambiente na sua forma comercial. Para ele, é preciso entender todo o ciclo de vida […]

08.12.2020
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2020/12/pigmentos-rodada.png
Rodada Química Digital – Pigmentos Metálicos e de Efeitos – Revista Tintas e Vernizes

Na realidade digital em que vivemos, pigmentos metálicos e de efeito têm atraído clientes cada vez mais exigentes, buscando acabamentos que farão a diferença em ambientes de reuniões e transmissões virtuais. Este é um dos assuntos abordados na última edição da Rodada Química Digital, o bate papo online conduzido pela Revista Tintas e Vernizes. Nossa diretora, Liliane Schwab, foi convidada para falar sobre as expectativas para o setor e sobre a participação da Braschemical num cenário em expansão.

Rodada Química Digital – Pigmentos Metálicos e de Efeitos – Revista Tintas e Vernizes

Na realidade digital em que vivemos, pigmentos metálicos e de efeito têm atraído clientes cada vez mais exigentes, buscando acabamentos que farão a diferença em ambientes de reuniões e transmissões virtuais. Este é um dos assuntos abordados na última edição da Rodada Química Digital, o bate papo online conduzido pela Revista Tintas e Vernizes. Nossa […]

11.11.2020
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2020/11/montagem1-1568x722.jpg
Pauta Aditivos Minerais – Revista Tintas e Vernizes

Pauta Aditivos Minerais – Revista Tintas e Vernizes

Porta voz: Eduardo Mota – Gerente Comercial

 

Os principais aditivos minerais oferecidos pela Braschemical para o mercado de tintas são o Blanc Fixe™, o Hombitec® e Sachtolith®. Todos são produzidos pela Venator e distribuídos no Brasil pela Braschemical.

O Blanc Fixe™ é um sulfato de bário de alta pureza que, segundo o gerente comercial, Eduardo Mota, são produzidos em um processo meticulosamente controlado para permitir um espaçamento mais efetivo do TIO² da formulação. Também proporcionam propriedades mecânicas personalizadas, como dureza do filme e resistência à risco; além de ajudarem a reduzir o VOCs (Compostos Orgânicos Voláteis) e melhorarem a estabilidade dos pigmentos coloridos. Sendo um produto inerte, de baixa abrasividade e resistente a intemperismos, é indicado para tintas automotivas, tinta em pó e metalgráficas.

Em relação ao Sachtolith®, Mota ressalta ser o pigmento branco mais macio que existe. À base de Sulfetos de Zinco é indicado para uso em tintas cura UV (ultravioleta), tintas de impressão, tinta em pó e outras. “Para sistemas de cura por UV, o uso de Sachtolith® desloca o limite da curva de absorção de UV para comprimentos de onda mais curtos liberando energia UV suficiente para ser absorvida pelos fotoiniciadores. Em tintas de impressão, Sachtolith® ajuda a reduzir a abrasividade, prolongando a vida útil do sistema de aplicação; e também melhora a reologia de tintas em pó”, pontua o executivo ao informar que a Braschemical distribui Sachtoperse®, à base de sulfato de bário ultrafino, utilizado para estabilização de pigmentos em sistemas mais exigentes.

Hombitec® é um pigmento branco transparente ultrafino que fornece proteção UV a longo prazo e é altamente eficaz em revestimentos e ceras para madeira em aplicações internas e externas.

Pauta Aditivos Minerais – Revista Tintas e Vernizes

Pauta Aditivos Minerais – Revista Tintas e Vernizes Porta voz: Eduardo Mota – Gerente Comercial   Os principais aditivos minerais oferecidos pela Braschemical para o mercado de tintas são o Blanc Fixe™, o Hombitec® e Sachtolith®. Todos são produzidos pela Venator e distribuídos no Brasil pela Braschemical. O Blanc Fixe™ é um sulfato de bário […]

20.09.2020
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2020/09/Pauta-Cura-UV2.png
Cura UV – Revista Tintas e Vernizes

Cura UV – Eduardo Mota – Gerente Comercial

A Braschemical oferece ao mercado o pigmento Sachtolith®. “É o pigmento branco mais macio que existe. Desloca o limite da curva de absorção de UV para comprimentos de onda mais curtos, liberando energia UV suficiente para ser absorvida pelos fotoiniciadores”, afirma Eduardo Mota, gerente comercial. Entre as características divulgadas, o produto proporciona menor consumo de energia, melhores resultados em relação à mecânica e adesão do filme. “A economia aumenta à medida que o Sachtolith® pode substituir também uma certa parcela de resina e o conteúdo do fotoiniciador pode ser reduzido em até 20%”, complementa o gerente.

A empresa divulga ainda a linha de hiperdispersantes da Tilo com o Tilosperse 7030, que é capaz de reduzir a viscosidade e controlar a sedimentação em tintas de impressão e vernizes para madeira; o Tilosperse 7009, que é indicado para dispersão de pigmentos orgânicos e negro-de-fumo em tintas UV especialmente para offset, proporciona melhora na dispersão e a estabilidade em revestimentos, além de proporcionar desenvolvimento de cor, maior concentração de pigmentos, transparência, jetness e estabilidade.

Com a linha Shamrock, a Braschemical oferece compounds de PTFE e ceras emulsificadas ou dispersas em monômero UV. “Resultam em deslizamento de alto desempenho e resistência à abrasão sem impacto no brilho ou na claridade”, pontua Eduardo ao enfatizar também a comercialização do antiespumante Foam Blast 20F, o Dióxido de Titânio Sachtleben RD3 para sistemas UV e madeira, e o Blanc Fixe Micro que é utilizado em tinta UV offset devido a sua baixa absorção de água.

 

Cura UV – Revista Tintas e Vernizes

Cura UV – Eduardo Mota – Gerente Comercial A Braschemical oferece ao mercado o pigmento Sachtolith®. “É o pigmento branco mais macio que existe. Desloca o limite da curva de absorção de UV para comprimentos de onda mais curtos, liberando energia UV suficiente para ser absorvida pelos fotoiniciadores”, afirma Eduardo Mota, gerente comercial. Entre as […]

02.09.2020
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2020/09/Pauta-Pigmentos-Metalicos-e-de-Efeito2.png
Pigmentos Metálicos e de Efeitos – Revista Tintas e Vernizes

Pigmentos Metálicos e de Efeitos – Tatiane Zanotello – Coordenador de Laboratório e Qualidade

A Braschemical apresenta as linhas de Pigmento perolado com efeito alumínio e o Laser Mirror, que é um pigmento prata, em pasta, que proporciona o efeito arco-íris de acordo com a reflexão da luz. “Ambos são pigmentos de efeitos que podem ser utilizados na indústria de tintas para aqueles que buscam um efeito metálico, mas não necessariamente usando um alumínio”, diz Tatiane Zanotello, coordenadora de laboratório e qualidade.

A coordenadora pontua que o Pigmento Perolado é uma mica revestida apenas com Dióxido de Titânio, sem nenhum corante orgânico, que oferece fácil dispersão, tanto para base água como solvente, e está disponível em vários tamanhos de partículas, que proporciona efeitos alumínios metálicos diferentes. Além disso, de acordo com a empresa, traz características como resistência ao calor de até 300°C, sem oxidar ou ficar preto; está em conformidade ao FDA e ao EN71-3, podendo ser aplicado em embalagens com contato em alimentos e para cosméticos; oferece alto efeito metálico e opacidade; e é economicamente mais viável que pigmentos de alumínios especialmente tratados. “Importante ressaltar a segurança na manipulação de uma mica ao invés do próprio alumínio, além de ser mais ecológico também”, diz Tatiane.

Já o Laser Mirror é uma dispersão de metais em butilglicol, também de fácil dispersão para base solvente ou água, sendo fornecido em uma cor neutra prata que pode ser misturada com outros pigmentos. “A Braschemical está promovendo o tamanho 20µm, que possibilita o efeito padrão. Esse efeito equilibra de forma otimizada o efeito difrativo do arco-íris com um alto nível de reflexão especular. Prisma brilhante sobre a cor prata líquida, efeito maravilhoso, que traz muito valor agregado ao produtos, além de um efeito diferenciado”, diz Tatiane ao complementar que pode ser aplicado em tintas automotivas, industriais, esmaltes, serigrafia, flexo, plásticos, embalagens e materiais têxteis sintéticos.

Pigmentos Metálicos e de Efeitos – Revista Tintas e Vernizes

Pigmentos Metálicos e de Efeitos – Tatiane Zanotello – Coordenador de Laboratório e Qualidade A Braschemical apresenta as linhas de Pigmento perolado com efeito alumínio e o Laser Mirror, que é um pigmento prata, em pasta, que proporciona o efeito arco-íris de acordo com a reflexão da luz. “Ambos são pigmentos de efeitos que podem […]

12.08.2020
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2020/08/rodada-1568x713.png
Rodada Química Digital – Mulheres na Indústria Química – Revista Tintas e Vernizes

Você conhece a participação das mulheres na indústria química nacional? Para falar sobre os avanços, os planos para o futuro e sobre a presença e os desafios enfrentados por mulheres em cargos de liderança no setor, nossa Diretora Geral, Regina Schwab é uma das convidadas para a live “Mulheres na indústria química”, promovida pela revista Tintas e Vernizes. Vai ser uma oportunidade incrível de conhecer cases incríveis, conquistados pelo trabalho e visão de mulheres e profissionais formidáveis.

Rodada Química Digital – Mulheres na Indústria Química – Revista Tintas e Vernizes

Você conhece a participação das mulheres na indústria química nacional? Para falar sobre os avanços, os planos para o futuro e sobre a presença e os desafios enfrentados por mulheres em cargos de liderança no setor, nossa Diretora Geral, Regina Schwab é uma das convidadas para a live “Mulheres na indústria química”, promovida pela revista […]

16.07.2020
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2020/08/shutterstock_79807258-1568x1046.jpg
Rodada Química Digital – Aditivos Minerais – Revista Tintas e Vernizes

O papel exercido pelo dióxido de titânio na indústria de tintas é muito importante. Para falar sobre este valioso item e sobre seu uso, a Revista Tintas e Vernizes promoveu mais uma edição da Rodada Química Digital, seu programa de comunicação no YouTube. Mais uma vez, nosso colaborador Eduardo Mota foi um dos convidados para o bate papo, onde falou sobre sua visão a respeito do mercado de dióxido de titânio, sobre as particularidades do período atual e o impacto delas sobre a compra e venda de insumos.

Rodada Química Digital – Aditivos Minerais – Revista Tintas e Vernizes

O papel exercido pelo dióxido de titânio na indústria de tintas é muito importante. Para falar sobre este valioso item e sobre seu uso, a Revista Tintas e Vernizes promoveu mais uma edição da Rodada Química Digital, seu programa de comunicação no YouTube. Mais uma vez, nosso colaborador Eduardo Mota foi um dos convidados para […]

01.05.2020
https://braschemical.com.br/wp-content/uploads/2020/05/roda-1568x1045.jpg
Os Aditivos Funcionais da Braschemical

Os formuladores de tintas e plásticos são constantemente pressionados para redução de custos, mas também para trazer inovação no apelo estético, prolongar a durabilidade e oferecer melhores níveis de resistência física e química para proteção dos substratos. Portanto, precisam lançar mão de todos os recursos disponíveis, tanto de melhorias de processos, como da utilização de matérias primas que trazem performance diferenciada. 

Os aditivos funcionais são algumas das alternativas mais atrativas disponíveis no mercado, e a linha da Venator, distribuída pela Braschemical, representa uma caixa de ferramentas muito interessantes que devem ser exploradas.
Os principais aditivos funcionais oferecidos pela Braschemical são o BLANC FIXE™, o LITHOPONE e SACHTOLITH®. Todos são produzidos pela Venator e distribuídos no Brasil pela Braschemical. 

O BLANC FIXE™ é um sulfato de bário sintético de alta pureza, produzido de maneira meticulosamente controlada para permitir um espaçamento mais efetivo do TiO2 da formulação.  O produto também proporciona propriedades mecânicas personalizadas, como dureza do filme e resistência à risco. O Blanc Fixe™ ajuda a reduzir o VOCs e melhora a estabilidade dos pigmentos coloridos. Sendo um produto inerte, de baixa abrasividade e resistente a intemperismos, é indicado para tintas automotivas, tinta em pó e metalgráficas.  Quando aplicado em tintas em pó, Blanc Fixe™ atua como um extensor funcional de alta qualidade, melhorando as propriedades mecânicas e a estabilidade térmica. Além disso garante alto brilho e propriedades de fluxo. 

Em revestimentos líquidos, Blanc Fixe™ age como extensor funcional de fácil dispersão, que melhora a resistência química e ao intemperismo, ajusta o brilho e estabiliza os pigmentos, além de controlar o sagging (escorrimento) e melhorar as propriedades mecânicas do filme de tinta.  

LITHOPONE é um pigmento branco alternativo à base de uma mistura coprecipitada de sulfeto de zinco e sulfato de bário que pode ser usada para substituir parcialmente o TiO2 em revestimentos em pó e tintas decorativas. Apresenta baixa abrasividade, tom neutro, ajuda a reduzir craqueamento e calcinação. 

Quando usado para substituir parcialmente o TiO2 em alguns sistemas plásticos, o lithopone ajuda a aumentar o rendimento da extrusora e reduzir os custos de processamento. Os formuladores de plástico que utilizam lithopone também podem esperar uma melhoria na qualidade do produto. A combinação de lithopone e TiO2 pode ajudar a reduzir o lacing e proporcionar melhoria nas propriedades mecânicas, incluindo maior alongamento final e resistência ao impacto

SACHTOLITH® é o pigmento branco mais macio que existe. À base de Sulfetos de Zinco, indicado para uso em tintas cura UV, tintas de impressão, tinta em pó e outras. Para sistemas de cura por UV, o uso de Sachtolith desloca o limite da curva de absorção de UV para comprimentos de onda mais curtos, liberando energia UV suficiente para ser absorvida pelos fotoiniciadores. Em tintas de impressão, Sachtolith ajuda a reduzir abrasividade, prolongando a vida útil do sistema de aplicação. Também melhora a reologia de tintas em pó. 

Quando usados na produção de plásticos, o Sachtolith ajuda a formular materiais de baixa dureza (em comparação ao TiO2). Como possui uma estrutura cristalina diferente, o Sachtolith pode ser usado em polímeros reforçados com fibra de vidro ou onde propriedades lubrificantes e o desgaste das máquinas é um problema. A alta condutividade térmica do Sachtolith o torna adequados para uso em compostos eletrônicos em lâmpadas LED.

Dentre suas propriedades óticas, o Sachtolith pode ser usado em combinação com branqueadores ópticos para permitir a formulação de cores brancas brilhantes; eles também podem ser usados em conjunto com pigmentos fosforescentes para formular peças brancas que brilham no escuro.

 Com boas propriedades de umedecimento, excelente dispersibilidade e estabilidade em alta temperatura, o Sachtolith pode ajudar a otimizar o processamento e a produção geral de plásticos de alto desempenho.

Também distribuímos o SACHTOPERSE®, à base de sulfato de bário ultrafino, utilizado para estabilização de pigmentos em sistemas mais exigentes, assim como o HOMBITEC®, um absorvedor de UV transparente e altamente eficaz em revestimentos e ceras para madeira em aplicações internas e externas.

 

Os Aditivos Funcionais da Braschemical

Os formuladores de tintas e plásticos são constantemente pressionados para redução de custos, mas também para trazer inovação no apelo estético, prolongar a durabilidade e oferecer melhores níveis de resistência física e química para proteção dos substratos. Portanto, precisam lançar mão de todos os recursos disponíveis, tanto de melhorias de processos, como da utilização de […]

Portaria 1: Rodovia Anhanguera, Km 15, Galpão 38 e 39 - Pirituba - São Paulo/SP - CEP 05112-000

Portaria 2: Rua José Galdino de Lucena, 10 - Galpão 38 e 39 - Chácara São João - São Paulo/SP - CEP 05110-080

Pirituba – São Paulo/SP | +55 11 3623-1550 - Centro Logístico Anhanguera.

Desenvolvido por: